A Reforma do Ensino Médio e a crítica marxista: uma reflexão acerca da ideologia

Conteúdo do artigo principal

Frederico Baptista

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo elaborar sobre o significado sociológico da atual Reforma do Ensino Médio, especialmente no que diz respeito à relação entre mundo do trabalho e escola. Para isso, recorremos à crítica marxista a essa reforma, que a compreende a partir do conceito de ideologia, sendo um dos mecanismos de adequação da força de trabalho às novas condições de precarização, buscando sua aceitação, pois as mistifica e as oculta. Contudo, o que percebemos foi que a reforma, antes de ocultar a realidade, a desvela. Esse desvelamento nos levou a considerar um novo modo de funcionamento da ideologia não contemplado pela conceituação clássica de Marx e Engels, além de estabelecer uma nova relação entre mundo do trabalho e escola no capitalismo contemporâneo brasileiro.

Detalhes do artigo

Seção
Artigos

Referências

ABÍLIO, Ludmila. Uberização do trabalho: A subsunção real da viração. Blog da Boi-tempo, 22 fev. 2017. Disponível em: <https://blogdaboitempo.com.br/2017/02/22/uberizacao-do-trabalho-subsuncao-real-da-viracao/>. Acesso em: 07/01/2024.

ARANTES, Paulo. “O ornitorrinco virou um monstro: e agora, Chico?”. In: BELLO, Carlos Alberto et al. (orgs.). Francisco de Oliveira: questões, diálogos, depo-imentos. São Paulo: FFLCH/USP, 2022 [Recurso eletrônico].

BRASIL. Lei Nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Diário Oficial da União: Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 05/01/2024.

BRASIL. Medida Provisória nº 746, de 22 de setembro de 2016. Exposição de Moti-vos. Diário Oficial da União: Brasília, 2016. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/medpro/2016/medidaprovisoria-746-22-setembro-2016-783654-e xposicaodemotivos-151127-pe.html>. Acesso em: 05/01/2024.

CARDOSO, Adalberto Moreira. A construção da sociedade de trabalho no Brasil: uma investigação sobre a persistência secular das desigualdades. 2ª ed. Rio de Ja-neiro: Amazon, 2019.

DALLABRIDA, Norberto. “A reforma Francisco Campos e a modernização naciona-lizada do ensino secundário”. Educação¸ Porto Alegre, v. 32, n. 2, p. 185-191, maio/ago, 2009. Disponível em: <https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/5520>. Acesso em: 05/01/2024.

ENGELS, Friedrich. “Princípios do comunismo”. In: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do Partido Comunista. 2ªed. Petrópolis, RJ: Vozes de Bolso, 2014.

ENGUITA, Mariano Fernández. A face oculta da escola: educação e trabalho no capi-talismo. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva: Um (re)exame das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. 7ª ed. São Paulo: Cortez Editora, 2001.

GAWRYSZEWSKI, Bruno et al. “Formação da classe trabalhadora”. In: LEHER, Ro-berto (org.). Educação no governo Bolsonaro: Inventário da destruição. São Paulo: Expressão Popular, 2023.

GAWRYSZEWSKI, Bruno; MELLO, Lívia; PEREIRA, Natália. “O caráter do Novo En-sino Médio para a qualificação da força de trabalho em tempos de crise do capital”. Trabalho Necessário, Niterói, v. 21, n. 45, maio/ago, 2023. Disponível em: <https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/57381/34818>. Acesso em: 05/01/2024.

GAWRYSZEWSKI, Bruno; PEREIRA, Natália. “A reconstituição do processo histórico do Novo Ensino Médio no estado do Rio de Janeiro”. Revista Espaço Pedagó-gico, Passo Fundo, v. 30, 2023. Disponível em: <https://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/14355>. Acesso em: 05/01/2024.

HARVEY, David. “Neoliberalismo como destruição criativa”. INTERFACEHS – Re-vista de Gestão Integrada em Saúde do Trabalho e Meio Ambiente – v. 2, n. 4, tradução, ago, 2007. Disponível em: <http://www3.sp.senac.br/hotsites/blogs/InterfacEHS/wp-content/uploads/2013/07/trad-2007.pdf>. Acesso em: 05/01/2024.

HORKHEIMER, Max. “Teoria tradicional e teoria crítica”. In: Textos escolhidos: Wal-ter Benjamin, Max Horkheimer, Theodor W. Adorno, Jürgen Habermas. 2ª ed. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

KONCHINSKI, Vinicius. “PIB em alta, inflação sob controle e dólar em queda: eco-nomia do Brasil supera expectativas no ano 1 de Lula 3”. Brasil de Fato, 30 dez. 2023. Disponível em: <https://www.brasildefato.com.br/2023/12/30/pib-em-alta-inflacao-sob-controle-e-dolar-em-queda-economia-do-brasil-supera-expectativas-no-ano-1-de-lula-3>. Acesso em: 05/01/2024.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

LUZURIAGA, Lorenzo. Historia de la educación e de la pedagogía. 9ª ed. Buenos Aires: Editorial Losada, 1971.

MANACORDA, Mario Alighiero. História da educação: da Antiguidade aos dias atu-ais. 3ª ed. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1992.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. 2ª ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas (1845-1846). São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto Comunista. 1ª ed. São Paulo: Boitempo, 2010.

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na 1ª república. São Paulo: E.P.U., 1974

OLIVEIRA, Francisco de. Crítica à razão dualista; O ornitorrinco. 1ª ed. São Paulo: Boitempo, 2013.

OLIVEIRA, Francisco de. “O adeus do futuro ao país do futuro: uma biografia breve do Brasil”. In: OLIVEIRA, Francisco de. Brasil: uma biografia não autorizada. 1ª ed. São Paulo: Boitempo, 2018a.

OLIVEIRA, Francisco de. “Hegemonia às avessas”. In: OLIVEIRA, Francisco de. Bra-sil: uma biografia não autorizada. 1ª ed. São Paulo: Boitempo, 2018b.

PASSOS, Juliana. “Quantidade é qualidade?”. EPSJV/Fiocruz, 19 dez. 2023. Disponí-vel em: <https://www.epsjv.fiocruz.br/noticias/reportagem/quantidade-e-qualidade>. Acesso em: 05/01/2024.

QUADROS, Sérgio, F.; KRAWCZYK, Nora. Educando pelas métricas do mercado: as propostas do empresariado para a juventude da classe trabalhadora e a refor-ma do ensino médio. Preprints: 2021. Disponível em: <https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/2239/3724>. Acesso em: 05/01/2024.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da educação no Brasil (1930/1973). 8ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1986.

SAVIANI, Dermeval. “A pedagogia histórico-crítica e a educação escolar”. In: SAVI-ANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Cam-pinas, SP: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 43ª ed. Campinas, SP: Autores Associa-dos, 2018.

SAVIANI, Dermeval. “O choque teórico da politecnia”. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 131-152, 2003. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/tes/a/zLgxpxrzCX5GYtgFpr7VbhG/?format=pdf>. Acesso em: 05/01/2024.

SCHWARZ, Roberto. O pai de família e outros estudos. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

SCHWARZ, Roberto. “Prefácio com perguntas”. In: OLIVEIRA, Francisco de. Crítica à razão dualista; O ornitorrinco. 1ª ed. São Paulo: Boitempo, 2013.

SCHWARZ, Roberto. Sequências brasileiras: ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.